terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Pappardelle com Surimi, Pimentos e Tomate seco


Deixo-vos com uma simples e deliciosa sugestão, utilizando parte dos pimentos grelhados na brasa .
Prepara-se em 10 minutos, é bastante versátil, pois permite-nos utilizar pequenas sobras, que por vezes habitam no frigorifico. Neste caso adicionei algumas tiras de surimi, mas fica igualmente bem, se juntarem frango desfiado, salmão grelhado ou até atum para os que gostarem.

Ingredientes para 2 pessoas:

250g de massa fresca pappardelle (ou outra a vosso gosto)
1 chávena  de chá de pimentos grelhados
meia dúzia de tomates secos
8 barrinhas de surimi cortadas ás rodelas
coentros frescos picados na altura ( ou se preferirem folhas de manjericão)
2 dentes de alhos esborrachados
1 fio de azeite suave

Como faço:

Cozo a massa de acordo com as intruções do fabricante( +/- 4 minutos), escorro, rego com um fio de óleo vegetal, envolvo e reservo.

Num wok , ou similar, deito o fio de azeite, os alhos, os tomates e os pimentos, mexo, envolvo, deixo 5 minutos ao lume e depois desligo.

Deito esta mistura por cima da massa reservada, pico os coentros, adiciono o surimi préviamente cortado ás rodelas, e envolvo tudo muito bem, se necessário, adiciona-se mais um fio de azeite.
Serve-se de imediato.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Pimentos Grelhados na Brasa



Sol brilhante e céu azul , fazem-nos esquecer que estamos em pleno inverno, convidam-nos a ir lá para fora grelhar. Desta forma, matamos um pouco as saudades do verão, que ainda vem longe. Tem sido assim últimamente aos fins de semana, sempre que o tempo nos permite.

Aproveito as brasas que ficam do almoço, para assar pimentos. Vão assando lentamente, e sem pressas, como se quer.

Quando estão assados, coloco-os dentro de um saco de plástico, e fecho-o dando-lhe um nó.

O calor libertado pelos pimentos, permite que larguem a pele com relativa facilidade, deste modo ao fim de uns 10 minutos, estarão prontos a serem limpos e arranjados, sem que precisemos de os preparar debaixo de água,  que a meu ver retira-lhes imenso sabor.

Asso sempre um bom saco deles, e como, não os pretendo consumir a todos de imediato , corto-os em tiras depois de limpos, adiciono-lhes dentes de alhos picados, e um fio de azeite de boa qualidade, costumo usar azeite já aromatizado (caseiro).

Depois de bem envolvidos no azeite, divido-os por caixinhas e congelo. Quando preciso retiro para fora, no inicio da preparação da refeição, a fim de descongelarem, e ficam prontos a serem usados. Tal como estes que vos mostro.

Se gostarem poderão voltar a juntar mais um fio de azeite e umas gotas de vinagre bálsamico.

Os vermelhos são os meus preferidos, conseguem um adocicado peculiar.




quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Rodelas de Laranja Caramelizadas


Em plena época de laranjas , vamos lá  "espremê-las" que é como quem diz, utilizá-las ao máximo.
Apesar de a ter preparado diversas vezes, só desta, consegui tirar fotos, assim sendo, partilho-a agora convosco.
Uma sobremesa de fruta rápida e despretensiosa, marca bem o estilo de Jamie Olivier.
A receita original não contempla pau de canela , nem cravinho, eu experimentei e gostei do resultado, vocês farão como mais gostarem.

Ingredientes:

5 laranjas
400g de açucar (coloco apenas 250g)
1 pau de canela (opcional)
1 cabeça de cravinho (opcional)


Preparação:

Corte as extremidades de quatro laranjas e coloque-as direitas num prato. Descasque as laranjas retirando toda a parte branca da casca. Corte cada laranja em oito rodelas.

Esprema a laranja restante e ponha o sumo numa caçarola, adiciono também o cravinho e um pau de canela. Junte o açúcar e leve ao lume até ferver, mas não mexa ainda.

Quando a mistura começar a ferver, mexa uma vez, depois deixe fervilhar durante cinco minutos até ficar dourado e espesso. Junte as rodelas de laranja e retire a caçarola do lume.

Deite o conteúdo da caçarola em papel vegetal ou folha de alumínio, espalhe e deite por cima das rodelas o caramelo restante. Depois de arrefecer um pouco adicionei mais um pouco de sumo, cerca de 1/2 laranja. Deixe arrefecer e sirva.


Informação disponível sobre a receita original:

Nome da Receita: Rodelas de Laranja Caramelizadas
Número de pessoas: 8 pessoas
Tempo de Preparação: 10 minutos
Tempo de Cozedura: 10 minutos
Calorias Por Dose: 234
Gordura: 0,1g

Fonte: Receita partilhada pela Bimbiny no Forumbimby

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Arroz de Salsichas Frescas com Ervilhas


Gostamos imenso destas salsichas, prefiro as de porco, apesar de trazer sempre as de perú por serem mais saudáveis. Hoje não vêm embrulhadas em couve, mas sim, por entre bagos de arroz e ervilhas, uma sugestão muito simples, rápida e saborosa.

Ingredientes:

800g de salsichas frescas de perú ou porco
1 chávena de arroz +/- 200g (usei carolino, mas pode ser outro)
2 chávenas ( medidas do arroz) de água fervente
1 chávena de ervilhas
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 folha de louro
1 fio de azeite
1 cubo de caldo de carne
pimenta moída na altura

Preparação:

Coloque um tacho ao lume com água até tapar as salsichas. Deixe ferver as salsichas durante 10 minutos.
Retire do tacho, despreze a água da cozedura, e reserve as salsichas.
Num outro tacho, faça um picado da cebola e alhos, e adicione o fio de azeite. Assim que a cebola começar a alourar, deite o arroz e deixe fritar um pouco, mexendo sempre para que não pegue ao fundo do tacho.
Junte duas chávenas (medida do arroz) de água fervente, o caldo knorr, a polpa de tomate, a folha de louro, pimenta, assim que começar a ferver, junte as ervilhas.
Corte as salsichas em rodelas e adicione ao resto, mexa, e deixe o arroz cozer de acordo com as intruções do fabricante. Se achar necessário, adicione um pouco mais de água fervente.
Retire do lume 2 minutos antes de estar completamente cozido.
Sirva nos próximos 10 minutos.




Notas: Servem estas quantidades como referência para 4 pessoas .
Pode acrescentar mais água à cozedura do arroz, caso o prefira mais caldoso, a tendência
será sempre para secar um pouco.

Sugestões: Polvilhe os pratos com coentros frescos picados na altura de servir.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Bacalhau à Beira Alta



Depois de amanhado, aparado e lavado, o peixe deve ser impecávelmente enxuto".

Das 1001 formas de preparar o bacalhau, esta continua a agradar-me bastante, junto-lhe quase sempre ovos cozidos e adiciono à cebolada um ou dois pimentos vermelhos cortados em tiras, depois de também eles, passarem pelas brasas onde grelha o bacalhau.

As batatas, procuro sempre que sejam novas e pequenas. Enquanto o bacalhau grelha , as batatinhas depois de muito bem lavadas, pico-as com um palito, adiciono-lhes sal grosso e vão para o forno a cozer com pele. A meio da cozedura retiro-as e dou-lhes o famoso murro, a polpa cede, ficam esborrachadas e voltam ao forno para acabarem de cozer.

Num tacho coloco uma generosa quantidade (cerca de 200ml) de um bom azeite, pico lá para dentro uma cabeça de alhos e faço uma cebolada com duas ou trés cebolas.

Os pimentos são os primeiros a entrar, e a sair da grelha, coloco-os dentro de um saco plástico fechado( 10 minutos), para facilitar a tarefa de os pelar.Depois de pelados, corto-os em tiras para juntar à cebolada.

Cozo os ovos à parte e reservo ( 1 por pessoa ).

À medida que o bacalhau sai da grelha vou lascando e junto-o ao tacho da cebolada, envolvo muito bem o bacalhau e cebolada , junto ao pirex das batadas, adiciono os ovos picados e levo ao forno cerca de 10 a 15 minutos.

Notas:
Se necessário, regue com mais azeite antes de ir ao forno.
Quando estou a fazer a cebolada, gosto de adicionar uma colher de sopa de vinagre bálsamico.

Quantidades referência para 4 pessoas:
Costumo fazer 1kg de batatas, 4 ou 5 postas de bacalhau, 4 ovos, 1 a 2 pimentos, 2 a 3  cebolas grandes, 1 cabeça de alhos.

Desejo a todos um bom fim de semana.
Beijinhos.











domingo, 15 de janeiro de 2012

Alheiras de Mirandela no Forno, uma Transgressão tão Saborosa


Quem me conhece bem, deve estar a pensar onde fui buscar a audácia para avançar com um prato como este.
Transgredir nem sempre é um caminho fácil, pricipalmente quando atingimos os " quarentas " , olhamos para nós e percebemos que certos contornos tendem a desaparecer.
Ao visitar a Patricia , do Foodwithameaning , encontrei esta sugestão agri-doce que me pareceu muito bem. Falo-vos de alheira e batata doce. Sim , são de fato uma transgressão muito saborosa.
Assim sendo, lembrei-me de Murphy, segundo ele, tudo o que é bom, é imoral, proibido ou engorda.....o que fazer?

Como fiz:

Picar uma boa quantidade de alhos e deitá-los para um pirex , adicionar um fio de azeite sobre os alhos.
Ligar o forno nos 200ºC, assim que este estiver quente, colocar o pirex lá dentro, esperar cinco minutos até os alhos dourarem um pouco e o azeite tomar o gosto destes.
Retirar o pirex e reservar os alhos para que não se queimem.
Dar um corte na pele das alheiras pelo lado de fora, para que a pele destas se solte quando estiverem a assar.
Colocar o tabuleiro no forno cerca de 30 minutos, até verificar que estão assadas.
Adicione ás alheiras os alhos reservados no inicio ( caso goste ), deixe-as ficar mais um pouco no forno, com este já desligado.
Entretanto frite a batata doce ás rodelas.
Acompanhei também com feijão verde cozido, salteado em azeite e alhos.
Sirva quente e transgrida também.


terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Bolo de Iogurte, Chocolate e Canela




A receita veio do Inventuras na cozinha, um blogue que gosto muito de visitar.
Quando li os ingredientes chocolate/canela, lembrei-me do resultado final desta dupla , a formar a crosta do bolo Starbucks chocolate e canela. Fiquei com imensa vontade de experimentar este da Sofia, agora posso-vos dizer que é delicioso.
Tem algumas alterações à receita original, podem consultar a receita da Sofia na integra aqui.

Ingredientes:

1 iogurte natural
2 copos de açúcar
1/2 copo de óleo
2 copos de farinha com fermento
1 copo de farinha maizena
4 ovos
1 colher de sopa (bem cheia) de canela
4 colheres de sopa (rasas) de cacau
1 colher de café de fermento em pó

copo = copo medida de iogurte

Preparação:

Bata as gemas com o açucar,  o iogurte e o óleo.
Peneire as farinhas com o fermento e adicione aos poucos, à mistura anterior sem deixar de bater.
Bata as claras em castelo e envolva delicadamente na mistura anterior.
Separe cerca de 1/3 da massa para outro recipiente, e adicione o cacau e a canela, misture.
Ligue o forno nos 180ºC.
Unte um tabuleiro com margarina, verta primeiro a massa clara e depois a massa escura, faça umas espirais à superficie com a ajuda de uma faca ou garfo.
Leve ao forno cerca de 25 minutos, faça o teste do palito.


quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Donuts Bem Bons



Como o título indica, a receita veio do blogue Bem Bons .
Os Donuts fazem parte da minha geração. Há 30 anos estes bolinhos chegavam diáriamente à pastelaria , não em caixinhas fechadas, como os compramos agora nos hipermercados, mas faziam-se transportar numa caixa de bolos um pouco maior tapados por um pano, era assim que o vendedor/distribuidor os fazia chegar ás pastelarias pela manhãzinha. Chegavam diáriamente, pouco mais que meia dúzia a cada pastelaria.
Todos os dias era necessário encomendar os donuts para o dia seguinte, ou arriscávamos chegar à pastelaria e estarem todos guardados ou vendidos, outros tempos....hoje compramos as quantidades que nos apetece, à hora que nos apetece.
Já experimentei várias receitas e achei-as " assim...assim ", esta estava marcada para testar há já algum tempo.
Aproveitei as férias de Natal dos filhos, para enchermos a barriga de Donuts, fiz duas fornadas, os bolinhos desapareciam sem darmos conta. Estes das fotos pertencem à segunda fornada, os primeiros voaram sem fotos. Cobri-os com glacé e pepitas coloridas.
Gostámos imenso, muito bons Ritinha.





Ingredientes:

  • 1 ovo grande, batido
  • 225 ml de leite
  • 2 colheres de chá de extrato de baunilha
  • 25 gr de manteiga sem sal amolecida
  • 450 gr de farinha
  • 50 gr de açúcar
  • 1+1\4 de chá de fermento biológico seco (Vahiné ou Fermipan)
  • acuçar em pó para polvilhar
A receita foi preparada na máquina de fazer pão
  1. Colocar na cuba da máquina os ingredientes por a ordem indicada .
  2. Escolher o programa de "Massas levedas ", cerca de 1h30m.
  3. Quando terminar o tempo, retirar a massa para uma zona de trabalho enfarinhada.
  4. Com o rolo estender a massa até estar com cerca de 4 cms de altura.
  5. Com um cortador redondo cortar a massa em circulos.
  6. Com outro cortador redondo mais pequeno cortar no centro de cada circulo e retirar esse circulo pequeno de massa.
  7. Colocar os donuts num tabuleiro enfarinhado.
  8. Continuar até a massa acabar.
  9. Cobrir os donuts com pelicula aderente , sem apertar, e deixar levedar em sitio aquecido por cerca de 1 hora ou até dobrarem volume.
  10. Aquecer o óleo e dispor um prato com açúcar para os passar.
  11. Fritar os donuts cerca de 1 minuto de cada lado até estarem douradinhos.
  12. Retirar e colocar no açúcar até estarem cobertos.
Notas: No meu caso, cobrio-os com glacé, então à medida que os fritava, sem deixar o oléo aquecer muito(corre-se o risco de ficarem fritos muito rápidamente por fora, e ainda um pouco crús por dentro), deixei-os a escorrer em papel absorvente, depois coloquei-os em cima de uma rede para arrefecerem.

Preparei o glacé da seguinte forma:
  • 1 clara
  • 150 g de açúcar em pó ou muito fino
  • 1colher sopa de sumo de limão
  • Batem-se os ingredientes muito bem até espessar, depois é só aplicar no que se pretender.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Creme de Camarão

Desejo a todos um próspero ano novo.
Muito obrigada pelas vossas mensagens.

Sobraram das festas, camarões com respectivas cabeças, pensou-se num simpático creme de camarão, pode mesmo dizer-se, que correspondeu ao primeiro pedido para 2012 nesta cozinha, sendo que a segunda sugestão do ano, foi  para uma canja de galinha, aromatizada com umas folhinhas de hortelã.
Coisas simples que acompanham muito bem este frio.


                                                   
                                                     Creme de Camarão

Ingredientes:

40g de farinha de trigo
350g de camarão (o valor que usei foi aproximado)
800g de água
1 cebola
2 tomates grandes (usei só um pequeno de cacho)
25g de azeite
sal e pimenta a gosto
piripiri ( facultativo)
50g de vinho branco
pão torrado (usei croutons de azeite e alho)

Preparação na Bimby (Thermomix)

  1. Torre levemente a farinha numa frigideira pequena e lume baixo, mexendo sempre.Descasque os camarões.
  2. Para o fumet, coloque no copo, as cascas e as cabeças dos camarões, a água e programe 8Min/100º/Vel.3. Coloque o cesto coador numa taça e verta o fumet. Reserve.
  3. Com o copo limpo, coloque a cebola, o tomate e programe 8 Seg /Vel 5.
  4. Adicione o azeite e programe 10 minutos/100º/Vel 2.
  5. Junte a farinha torrada e programe 3Min/100º/Vel 2.
  6. Adicione o sal , a pimenta, o piripiri, o vinho, o fumet reservado, e programe 20 Minutos /100º/Vel 1.
  7. Quando terminar triture 1 minuto/Vel.7.
  8. Junte os camarões préviamente partidos e programe 1Min/100º/velocidade colher inversa.

Preparação pelo método tradicional:

Torre levemente a farinha numa frigideira em lume brando mexendo sempre. Descasque os camarões e reserve.
Num tacho coloque cerca de 800ml de água e coza as cabeças dos camarões cerca de 8 minutos. Coe a água da cozedura (fumet) e reserve.
Numa panela, verta o fio de azeite, o tomate picado e a cebola picada, deixe refogar uns minutos. Adicione a farinha torrada mexendo sempre para se envolver bem no refogado em (lume brando).
Adicione a água da cozedura (fumet), os temperos, mexa bem e deixe ao lume até engrossar um pouco(cerca de 20 minutos ) mexendo sempre para não pegar ao fundo da panela.
Triture com a varinha mágica para obter uma textura de creme/veludo.
Junte o miolo de camarão, envolva e siva bem quente com uns croutons ou cubinhos de pão torrado.



Fonte: Livro "A Bimby na Cozinha Regional Portuguesa".