sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Queijadas de Requeijão com Maçã Reineta

   






Apesar de simples, estas foram das melhores queijadinhas que provei nos últimos tempos...

Os sabores obrigatórios, como a maçã, a canela e o açucar moreno encontram-se todos lá, e claro, um outro destaque não menos agradável, é a húmidade deixada pela dupla fantástica requeijão/maçã.
Da  próxima que as fizer vou juntar-lhe também amêndoa.

Bom fim-de-semana para todos.





                                                Queijadas de Requeijão com Maçã Reineta







Ingredientes:

1 requeijão ( pode ser magro )
1 pitada de sal fino
4 colheres de sopa de farinha com fermento
120 g de açucar moreno
1 pitada de canela
raspa fina de 1/2 limão
1 maçã reineta ralada
2 ovos
50 g de margarina amolecida
açucar em pó para polvilhar (opcional)



Método:

Liguem o forno nos 180ºC.
Untem muito bem cerca de 10 forminhas (tipo das que usamos para pasteis de nata). De seguida polvilhem-nas com um pouco de farinha, reservem.
Esmaguem o requeijão com um garfo. Ralem a maçã e a raspa do limão, adicionem a canela.
Numa tigela à parte, batam os ovos com o açucar e o sal, até que cresçam um pouco, juntem a margarina, batam, juntem a farinha, e continuem a bater mais um pouco. Adicionem por ultimo o preparado requeijão/maçã que tinham reservado.
Vertam o preparado nas formas e levem ao forno cerca de 25 minutos, ou até que confimem estar cozidas, façam o teste do palito.

Tenham particular atenção que ficam húmidas por dentro, o que não significa estarem mal cozidas. Olhem para elas...e vejam-nas douradinhas , e se sim, estão boas !!!

Deixem-nas arrefecer um pouco antes de as desenformar.

Sugestão:

Quando frias podem polvilhar com um pouco de açucar em pó





 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Perú Mexicano





QUEM CONTA UM CONTOacrescenta um ponto!
Cresci a ouvir esta frase.







A receita original contempla frango, e a inspiração veio do delicioso , Les saveurs de Beth, um blogue que recomendo a visita, as receitas da Beth são um sucesso.

Já a fiz por diversas vezes, é uma receita óptima, prática e saborosa. E, o curioso é pensar, que cada vez que a faço junto-lhe um novo ingrediente, ou como se diz , acrescento-lhe um ponto....

A carne que escolhi foi de perú, não por alguma razão em especial, apenas porque foi a que pensei fazer no momento.

A variante desta vez foi uma lata de feijão preto, e eis que se junta ao resto dos ingredientes, e é consensual, fica muito bom. Um cuidado particular é adicionar o feijão só na parte final, visto ele já se encontrar cozido. E pronto, aderi (só) mais esta vez aos baked beans, é uma alternativa fácil para quem não dispõe de grande tempo e paciência.

Ah, é importante lembrar que a companhia permanente deste prato, foi sempre o arroz branco solto, que "casa" lindamente com tudo o resto.






                                                                Perú Mexicano




Ingredientes:
( servem 4 pessoas)

+/- 800 g de peito de perú cortado em cubos pequenos
1 cebola picada
1 fio de azeite
sal a gosto
pimenta a gosto
sementes de mostarda
2 alhos esborrachados
1 caldo natura de galinha (opcional)
1/2 copo de água
1 pimento vermelho cortado em cubinhos
1 lata pequena de milho doce
1 lata pequena de feijão preto cozido
folhas de coentros (opcional)



Método:

Tempere a carne com sal, mostarda em grão, e pimenta.
Num Wok ou similar, colocar o fio de azeite, a cebola picada e os alhos esborrachados, assim que ganharem cor, junte o caldo natura diluido na água fervente,  adicione a carne , mexa, e deixe cozinhar uns minutos.

Adicione o pimento vermelho cortado, o milho préviamente escorrido e o feijão. Envolva, deixe ao lume cerca de 10 minutos mais, rectifique os temperos. Sirva quente acompanhado com arroz branco.


Sugestão : Acompanhem com arroz branco solto








Boa quinta-feira para todos,
um abraço!




terça-feira, 27 de novembro de 2012

Empadas de Legumes e Farinheira de Porco Preto




 
 
 
 
Receber os amigos em nossa casa é sempre um motivo de grande satisfação e partilha .
São horas bem vividas . Horas que perdemos de vista. Sentados à mesa, ou não, entre risos, histórias e copos na mão, enfim, cria-se um ambiente informal, em que a boa disposição impera e o tempo corre sem darmos por isso....
 
Estas empadas serviram de entrada a um almoço de amigos.
Pensei fazer o recheio com legumes e farinheira de porco preto, uma inusitada combinação de cores e sabores. Acreditem que foram muito elogiadas, já conquistaram presença noutros almoços, quando nos juntamos pedem-me para as fazer e levar.
 
 
 
 
 
 
 
                                     Empadas de Legumes e Farinheira de Porco Preto 
 
 
Ingredientes para a massa das empadas :
 
50 ml de água
50 ml de azeite
50 ml de vinho branco
1 ovo
50 g de margarina ou banha de porco
10 g de fermento de padeiro diluido na água
1 colher de chá de sal
450 g de farinha
 
 
 
Preparação da massa na Bimby :
( Livro base da Bimby)
 
Coloque os ingredientes no copo excepto o ovo e a farinha, programe 2 Minutos / Temperatura 37ºC / Velocidade 2.
 
Adicione o ovo, a farinha, e programe 2 Minutos /Velocidade espiga.
Retire do copo, amasse um pouco com as mãos e forme uma bola.
Ficará pronta a utilizar .
 
 
 
Método tradicional :

Deitar a farinha misturada com o sal num recipiente, abrir uma cavidade ao meio, adicionar o ovo, os liquidos e as gorduras amornados( +/- 37ºC ). Mexer até ficar tudo ligado, podemos usar a batedeira com os ganchos para ligar a massa, depois convém amassar um pouco com as mãos para que esta arrefeça.
Assim que arrefecer tornar-se-á mais fácil a tarefa de a esticar, rechear, e fechar.
 
Notas : A bancada deve estar enfarinhada para esticar a massa.
A massa deverá ficar com uma consistência semelhante à massa da pizza.
Rendem cerca de 16 unidades.
 
 
 
Ingredientes para o recheio:
 
1 farinheira ( deve-se retirar a pele e desmanchá-la com um garfo)
5 ou 6 cogumelos ( usei portobellos cortados em cubos )
1 alho francês em rodelas só a parte branca
1 cebola roxa picada finamente
1 pimento vermelho ou laranja
malaguetas sem as sementes e cortadas finamente (opcional)
 
 
 
Método:
 
Colocar todos os ingredientes para o recheio dentro de uma frigideira anti-aderente.
Deixá-los suar até amolecerem e tomarem o gosto da farinheira.
Deixem arrefecer antes de utilizarem para o recheio.
Estiquem a massa,  forrem forminhas de empadas ou muffins, coloquem uma colher de recheio e tapem cada empada com uma tampinha feita com massa.
Pincelem com ovo batido abtes de ir ao forno.
Levem ao forno pré-aquecido nos 180ºC cerca de 20 minutos, ou até verificarem que ganham a cor dourada.
 
 
 
 
 
 
 
Obrigada pela vossa companhia e comentários.
Um abraço.
 
 
 
 
 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Arroz de Legumes ( Bimby)



 
 
 
 

 
A motivação deste arroz, partiu de um saco com um resto de legumes lavados que serviram para uma sopa. Na altura não gastei o pacote inteiro, e, encontrava-o sempre de olhos postos em mim, cada vez que abria a porta do frigorifico. Tinha que os utilizar, ou a alternativa possivel seria o lixo.
 
 
 
O dia foi (in)tenso e apressado. Era preciso um acompanhamento para a refeição. E, nestas alturas a minha companheira de cozinha (Bimby) presta-me um grande auxilio. Enquanto cozinhou o arroz de forma exemplar,  deixou-me as mãos e os pensamentos libertos para o resto que estava à minha espera.
 
O encontro entre arroz e vegetais correu muitissimo bem. Ficou a promessa de os juntar outras vezes...
 
 
                                                     Arroz de Legumes na Bimby
 
 
Ingredientes:
 
800 g de água
200 g de arroz ( usei agulha)
1 mão-cheia de legumes para sopa ( lombardo, cenoura, nabo )
1 cravinho
1 caldo de knorr de legumes ou carne
1 colher de sopa de manteiga ( magra )
 
 
Método na Bimby:
 
Coloque a água, o cravinho, o knorr e o cesto no copo da Bimby. Pese o arroz, adicione os legumes, envolva com uma colher, de forma a soltar o arroz.
Programe 23 minutos / Temp. 100ºC / Velocidade 3. A meio da cozedura costumo mexer o arroz para que fique todo solto por igual. Findo este tempo, adiciono a colher de manteiga e envolvo o arroz de novo.
 
Fica solto e saboroso, recebe aplausos. 
 
 
Sugestão: Se gostarem perfumem-no com umas folhas de coentros frescos.
 
 
 
 
 
 
Obrigada pelas visitas e comentários.
Tenho estado mais ausênte, porque ando com mais trabalho,
em breve tudo voltará à normalidade.
Boa semana para todos,
um abraço!
 

 


domingo, 25 de novembro de 2012

Bolo de Claras com Cobertura de Queijo Creme







Uma bonita tarde de chuva, pode muito bem servir de pretexto para fazermos um bolo...
Mesmo que o calendário não nos indique que é Sábado ou Domingo, por vezes apetece quebrar algumas regras,  são excepções às regras [que não existem].






Há muito que guardava claras de outras " paragens".  E,  neste dia decidi reencontrá-las neste bolo, um bolo que faz justa homenagem a este ingrediente tão simples , o ovo.
Fiz-lhe uma cobertura de queijo creme com raspa de lima e laranja, ficou delicioso!



                                         Bolo de Claras com Cobertura de Queijo  Creme


Ingredientes
para a massa:

8 claras de ovo
1 pitada de sal
300 g de farinha com fermento
1 colher de chá de fermento para bolos
200 g de açucar
sumo de 1 limão
150 ml de óleo vegetal


Cobertura:

100g de açucar em pó
sumo de 1 laranja
raspa da casca de 1 laranja
raspa da casca uma lima
200g de queijo creme ( Philadelphia light )






 Método:

Bater as claras muito bem, com a pitada de sal, e umas gotas do sumo do limão, 1 minutos por cada clara. Juntar o açucar e continuar a bater mais uns minutos. Adicionar o  resto do sumo do limão, o óleo, e a farinha que já deve estar peneirada com o fermento, bater bem entre cada adição. No final a massa deve apresentar-se com um aspecto liso e liquido.
Pré-aquecer o forno nos 180ºC.
Untar muito bem uma forma e verter para lá a massa. Levar ao forno cerca de 30 minutos, façam o teste do palito.
Retirem, desenformem cuidadosamente, esperem que arrefeça para lhe colocarem a cobertura, que entretanto deverá estar feita e fria.


Cobertura:

Bate-se o queijo creme com o açucar e o sumo da laranja uns minutos até ficar homogénio, fica então pronto para aplicar.

Barra-se o bolo depois de frio, e,  polvilha-se então com as raspas das cascas da laranja, e da lima. Considero este último passo de extrema importância, em termos de sabor faz toda a diferença, o bolo fica com o intenso, e delicioso sabor dos citrinos.







Continuação de um bom Domingo,
obrigada pela vossa companhia.
Um abraço.


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Caracois Doces com Recheio de Pêra e Canela



 
 

Regra geral faço estes caracois apenas com canela, constituindo só por si um agradável resultado.
Desta vez tinha uma caixinha de pêras cristalizadas ( para ensaios de natal), e, imaginei-as no recheio dos caracois, fazendo assim companhia à canela, fugindo um pouco da versão original.
 
Enfim, como podem ver correu muito bem.
Resta-me deixar-vos o incentivo para que os façam também..., que encontrem este conforto num lanche de uma tarde fria ( ou não ), entre familia, afectos e gargalhadas. Uma tarde igual à minha.
 
 
 
 
 
 
                                                     Caracois Doces com Recheio de Pêra e Canela
 
 
Ingredientes:
(amassado na máquina do pão)
 
80 ml de leite morno
4 ovos batidos
150 g de manteiga/ margarina (amolecida)
1 colher de chá de sal (mal cheia)
70 g de açucar
575 g de farinha de trigo ( usei T. 65)
1 colher de chá de fermento seco biológico , ou 15 g de fermento fresco (este deve ser diluido no leite morno)
 
 
Recheio:
 
canela
fruta cristalizada
2 colheres de margarina amolecida (tipo pomada)
1 ovo batido para acabamento
 
 
Método:
 
Colocar todos os ingredientes pela ordem indicada, dentro da cuba da máquina de fazer pão, programe massas levedadas ( atenção que o leite deverá estar morno, as temperaturas frias do ambiente comprometem bons resultados do fermento).
 
Findo o programa, deitar a massa sobre a bancada polvilhada por farinha, estender a massa com o auxilio de um rolo, dar à massa forma rectangular, pincelar com um pouco de manteiga (pomada), dispor os pedacinhos da fruta e a canela. Enrolar como uma torta, cortar fatias com a espessura de 2 dedos.
Colocar em cima de um tabuleiro de ir ao forno, préviamente forrado com papel vegetal.
Deverão ficar afastados uns dos outros, 2 a 3 cm . Para finalizar, pincelar com ovo batido e deixá-los de novo a levedar até que dobrem o seu volume.
Pré-aquecer o forno nos 180ºC.
Levá-los ao forno cerca de 25 minutos, dependerá dos fornos.
 
Notas: Se gostarem deles com este aspecto brilhante, pincelem a superficie com mel ou geleia , assim que sairem do forno, ainda quentes portanto.
 
 
 
 
 
 
 
Se a massa for bem levedada, encontrarão um miolo com este aspecto...
 
 
 
 
 
 
 
Com mais um fim-de-semana à porta, resta-me agradecer a vossa companhia e
desejar-vos um feliz fim-de-semana.
 
 
 
 
 
 
 
 

 


quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Pequeno-Almoço & Pedras Preciosas





 
 
 
Lembro-me da altura em que os bagos das romãs faziam parte do meu imaginário. As minhas pedras preciosas.
A avó descascava-as,  punha-as numa tacinha, e juntava-lhes uma colherzinha de açucar amarelo, dizia ela que servia para retirar a acidez. Que doces que ficavam... Alguns bagos, eram por mim desviados até ao bolso do bibe, mais tarde, seriam os protagonistas da brincadeira...as minhas joias...
 
 
 
 
 
 
Deixo-vos uma sugestão simples, este rico pequeno-almoço!  
 
Preparei-o com alguma nostalgia . Peguei nas minhas joias,  e esqueci o relógio por momentos...
 
Juntei-as a um copo de iogurte, e adicionei cereais...
Estas minhas "pedrinhas" deram-me uma inspiração acrescida, à medida que as fotografava, e, porque as continuo a considerar tão belas, fui disparando..., e por esse motivo, o post traz consigo mais fotos :)
 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
Sugestões: Quando as descascarem, calcem umas luvas, pois estas lindas joias, deixam-nos com as pontas dos dedos encardidos :)
Assim que as abrirem ao meio, deêm-lhes umas pancadinhas com as costas de uma colher de pau, para que os bagos se soltem.
 
 
Obrigada pela companhia,
continuação de uma óptima semana,
beijinho.
 
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Feijoada do Mar e a Descoberta de um Novo Gosto






A cozinha vai trocando de ingredientes. Acompanha o tempo frio, a mudança dos nossos apetites, chama por tachos e comida de aconchego.
Desta vez a ausência da carne nem foi notada, entre dúvidas ( o meu filho mais velho não gosta de chocos) e alguma preguiça, aderi mais uma vez aos baked beans, é uma alternativa tão rápida e prática.  Fez-se a feijoada. E, mereceu o papel principal, foi acompanhada pelos sabores do mar, e, para minha surpresa muito bem recebida.
 Acontece que recentemente descobri que gosto de misturar arroz branco à feijoada, coisa só observada até agora. Estamos sempre a aprender novos gostos, e, ainda bem que assim é, por vezes andamos a perder alimentos, e combinações de sabores fantásticos, e não nos apercebemos disso.

Para finalizar a refeição, foram prometidos pasteis de nata , daqueles leves, para comer sem culpas :)
acompanharam o café de forma sábia.






                                                               Feijoada do Mar
Ingredientes:
(serve 4 pessoas)

1 lata e 1/2 ( tamanho grande) de feijão branco cozido
1 tomate maduro cortado em cubos
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1/2 chouriço de boa qualidade
1 cálice de vinho do Porto
1/ 2 copo da água da cozedura do peixe
1 cebola picada
3 a 4 dentes de alho
cravinho 1 a 2 cabeças
pitada de noz moscada
1 folha de louro
1 fio de azeite
pimenta moída na altura
salsa fresca picada
camarão ( cerca de 200g p/ pesssoa)
chocos ou lulas ( usei choquinhos +/- 800g)
1 posta de peixe por pessoa ( tipo cação, garoupa, tintureira, tamboril)
delicias do mar


Método:

Coza as postas de peixe com um pouco de sal, escorra, reserve a água e o peixe.
Coloque dentro de um tacho, o fio de azeite, a cebola, e deixe alourar, junte os alhos esborrachados, deixe que amoleçam um pouco.
Adicione o tomate cortado em cubinhos, bem como a polpa deste,  o chouriço cortado em rodelas, a folha de louro, os choquinhos e mexa, deixe cozinhar até que fiquem macios.
Junte  a água da cozedura do peixe, o vinho do Porto, e os temperos, assim que levantar fervura  junte o camarão. Deixe cozinhar em lume brando 5 a 7 minutos, adicione o feijão cozido (préviamente escorrido) , envolva delicademente, cozinhe por mais cinco minutos e desligue o lume.
Envolva as polpas do peixe reservado, adicione os frutos do mar em rodelas, e sirva de imediato polvilhado por salsa fresca picada.
Se gostar, acompanhe com arroz branco cozido ao vapor.







A fornada dos pasteis na altura de servir o café.
 A receita podem consultar aqui.








                                     Boa semana, obrigada pela companhia.
                                     Um abraço.




sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Caldinho de Legumes com Galinha para Espantar o Frio







Está de novo, aberta a temporada dos bons pratos de sopa :)
O tempo pede-nos agasalhos, pratos e bebidas quentes.

Hoje trago este caldinho de legumes que nos soube muito bem, poderão fazer com os legumes da vossa preferência, ou os que tiverem à mão.
Na altura tinha em casa, cenoura, feijão verde e alho francês, foi o que pus, mas já experimentei juntar brócolos , e fica muito bem.










                                                          
                                                      Caldinho de legumes com galinha


Ingredientes:

1/2 galinha sem pele ( queremos o gosto, não a gordura)
legumes a gosto, partidos em bocadinhos
1 chouriço de boa qualidade (com pouco colorau e pouca gordura)
água ( a suficiente para o nº de pessoas)
sal q.b
1 folha de louro
1 cabeça de cravinho
1 cebola picada finamente
massa miuda ( usei pontinha/pevides)
uns pézinhos de hortelã






Método:

Coze-se a galinha (sem pele), com o cravinho, sal e louro. Aproveita-se a água da cozedura .  Desfia-se a carne e reserva-se.
Na água da cozedura cozemos os legumes e adiciona-se o chouriço em rodelas.
Minutos antes de os legumes estarem cozidos juntamos as massinhas, rectificamos o sal e a quantidade de água, se necessário juntamos mais água e deixamos que ferva.
Caso gostem, depois de desligarem o lume, adicionem a hortelã para perfumar o caldo.
Sirvam nos pratos com a galinha desfiada.

Notas: Não costumo juntar azeite, não acho necessário, ficará ao vosso critério.




 
 

Obrigada pela companhia,
desejo a todos um bom fim-de-semana.
Um abraço.

 
 
 
 
 
 



quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Salada com Penne e Salmão







É um dos nossos (cá de casa) peixes preferidos. Muito versátil, aceita fácilmente os temperos que lhe queiramos dar, e, aceita também, um vasto leque de acompanhamentos, neste caso escolhi massa, tomate e azeitonas.
É um peixe simpático, saudável, e delicioso!

Gosto de o temperar com laranja ou limão, além do sabor que lhe confere , penso que lhe dá uma textura mais firme, gosto quando ele se lasca naturalmente.



Ingredientes:

Penne ou outra massa grande a gosto
postas de salmão ( 1 por pessoa)
tomilho
alho em pó
sal marinho ou flor de sal
pimenta moída na altura
1 laranja
1 fio de azeite
1 fio de óleo
redução de vinagre bálsamico (  usei Balsamic Glaze Modena)
tomate cereja ou uva
azeitonas
coentros






Método:

Coza a massa de acordo com as intruções do pacote. Escorra, regue com um pouco de óleo ou azeite, envolva e reserve.
Tempere as postas de salmão com sal, pimenta, sumo e laranja, tomilho, alho em pó, e deixe a tomar gosto cerca de 2 horas.
Aqueça um fio de azeite (1 colher de sopa basta) numa frigideira anti-aderente , assim que ficar quente disponha as postas do peixe, deixe cozinhar alguns minutos de cada lado em lume moderado, até que fiquem com um aspecto dourado claro.
Depois de cozinhado, retire as peles e espinhas, lasque-o.
Junte a massa com as lascas do peixe no recipiente de servir, adicione as azeitonas, os tomates cereja abertos ao meio, tempere com um fio de azeite e com a redução do vinagre, envolva tudo delicadamente, por último polvilhe com coentros frescos picados na altura.

Sugestão: Experimentem ralar a casca da laranja para finalizar o prato, liga muito bem, e fará toda a diferença.







quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Bolo de Maçãs da Tia Carminho





 
 
 
Gosto de maçãs. Gosto de as ver na cesta ao lado das restantes frutas, gosto de observar as suas cores e matizes, de as comer ao natural (ou não), de simplesmente lhes pegar, de as fotografar, de as cheirar..., não gosto de as descascar, nem de as descaroçar, e dificilmente resisto a sobremesas feitas com esta deliciosa fruta.

A tia Carminho, é uma senhora que conheci há muitos anos, avó de uma colega, e tal como eu ,
tem uma coleção invejável de receitas de bolos com maçãs. Gentilmente ofereceu-se para me passar a receita (esta e outras), depois de eu ter provado e elogiado o seu bolinho.
Deixo então esta deliciosa partilha, espero que faça imenso sucesso nas vossas casas, como fez na minha.

Um beijinho para a tia Carminho.





Não lhes consigo resistir...







                                                  Bolo de Maçãs da Tia Carminho


Ingredientes:

2 ou 3 maçãs
200 g de açucar ( podem reduzir um pouco)
4 ovos pequenos
300 g de farinha para bolos sem fermento
1 colher de chá cheia de fermento para bolos
150 g de margarina amolecida
1,5 dl de leite à temperatura ambiente
1 colher de sopa de essência de baunilha (de minha iniciativa)
1 pitada de canela ( de minha iniciativa)
1 pitada de noz moscada ( de minha iniciativa)
Um pouco de mel para pincelar a superficie do bolo depois de feito (opcional)
podem pôr açucar em pó se preferirem.



Método:


Bater a margarina com 150 g do açucar, até que fique em creme, adicionar as gemas, as especiarias e a essência de baunilha, continuar a bater, juntar o leite que deve estar à temperatura ambiente ( recomendações da tia Carminho). Bater bem.
À parte bata as claras em castelo bem firme, no final junte-lhe o restante açucar ( +50g) sem parar de bater.
Misture no creme ( margarina + açucar), as claras e a farinha ( já peneirada com o fermento), aos poucos e alternadamente, mexendo delicadamente , até que fique tudo bem incorporado.
Ligue o forno nos 190ºC.
Lave, descasque e descaroce as maçãs, corte-as aos pedacinhos.
Unte muito bem uma forma ( usei de 24), verta a massa e coloque os pedacinhos das maçãs por cima.
Leve ao forno cerca de 35 minutos,  dependendo dos fornos, faça o teste do palito.
Desenfomar com cuidado , pincelar com um fio de mel,  e polvilhar com um pouco de canela, ainda com o bolo quente.
Esta massa ganha  "pontos" se lhe juntarmos uma nozes:)









terça-feira, 13 de novembro de 2012

Lombinhos de Porco com Castanhas e Cogumelos






O almoço de São Martinho foi celebrado com este prato. Costumo fazer para este dia, um lombo de porco recheado com castanhas e farinheira, todos gostam e fica uma delicia.
Este ano, o tempo e a paciência não estiveram do meu lado, resolvi simplificar. Comprei lombinhos,
juntei -lhes;  portobellos, castanhas, azeitonas e malaguetas para apimentar o almoço:) Fiquei um pouco receosa com o resultado final (pincante ou não),  apesar de ter retirado todas as sementinhas do interior das malaguetas..., estive claramente a brincar com o fogo..., pois só eu, e o marido gostamos de picante.
Correu bem, ficou suave e muito saboroso.





                                   Lombinhos de Porco com Castanhas e Cogumelos



Ingredientes:

+/- 1 kg de lombinhos de porco
500g de castanhas ( usei das congeladas  já descascadas)
300g  de cogumelos portubellos ou outros
1 mão-cheia de azeitonas
1 colher de chá de erva doce
alhos esborrachados
1 folha de louro
pimenta moida na altura
2 colheres de sopa de molho de soja
1/2 copo de vinho branco
1 colher de sopa massa de pimentão
4 ou 5 malaguetas (opcional)
uns raminhos de tomilho
mostarda em grão
1 fio de azeite q.b
sal q.b





Método:


Depois de a carne arranjada e cortada em pequenos cubos, temperar com sal, pimentão, pimenta, os alhos esborrachados e o vinho branco. Deixar marinhar por duas horas.
Aquecer uma wok ou similar, deitar um fio de azeite e juntar as malaguetas picadinhas ( sem as sementes), assim que começarem a estalar, juntar a carne com o liquido da marinada, deixar cozinhar cerca de 10 minutos mexendo ocasionalmete. Juntem os cogumelos, as castanhas, a erva doce, o molho de soja, a mostarda, o louro, as azeitonas e o tomilho (se não tiveram podem substituir por oregãos também fica bom). Envolvam tudo e deixem cozinhar com o wok semi destapado até que verifiquem a carne macia. Rectifiquem os temperos.
Sirvam quente acompanhado por batatas e legumes salteados.








segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Açorda Alentejana





Esta sopa é tão simples e peculiar como o Alentejo.
Pão, azeite, alhos, coentros (ou poejos), água, ovos e sal. É o legado Árabe na nossa cozinha, assim como as migas e os ensopados.

A minha costela Alentejana, pediu-me uma açorda,  e, aqui estou a partilhá-lha convosco:)
Para minha alegria, os meus poejos voltaram a nascer, a lagarta que os partilhava comigo, voltou costas e eu agradeço, volto a poder contar com eles só para mim.




                                                          Açorda Alentejana

Ingredientes :


1 cabeça de alhos
1 molho de coentros
uns pézinhos de poejos
1 ovo por pessoa
um fio de azeite
água ( 1 litro p/ 4 pessoas)
sal q.b

Notas: Eu utilizo o caldo de peixe, ou seja, cozo a cabeça de um peixe para este fim, guardo a água da cozedura e quando pretendo fazer esta açorda, é este caldo que ultilizo, fica mais saboroso em minha opinião. Também costumo juntar polpas do peixe.
A pescada, o bacalhau ou outros peixes graúdos são óptimos este caldo. Para o conservar, congelem-no.

O prato é acompanhado por azeitonas temperadas com azeite, alho, limão e oregãos.




Faço assim:

 Coloco os alhos, os poejos, alguns coentros, sal e azeite num almofariz, se não tiverem usem um robot de cozinha. Faço um piso até atingir uma pasta com estes ingredientes.
Entretanto fervo +/-  um litro de liquido ( água + a água da cozedura do peixe),  e escalfo os ovos durantes uns minutos.
Deito a mistura do piso para dentro de uma terrina e verto lá a água com os ovos escalfados, tempero com sal e junto-lhe 3 ou 4 colheres de sopa de azeite, tapo por uns instantes para que os sabores se encontrem.
Preparo os pratos, colocando fatias de pão rijo dentro de cada prato , e verto conchas do caldo por cima do pão , mais ou menos caldo, dependerá do gosto de cada um.
Acompanho com um bom vinho Alentejano, pois está claro!







Obrigada pelos simpáticos comentários ,
votos de uma óptima semana,
um abraço!


domingo, 11 de novembro de 2012

Muffins de Banana com Nozes para o 2º Aniversário do Blogue





O blogue está em festa, comemora hoje o segundo aniversário.
Deixo a todos o meu sincero agradecimento pelo carinho, e motivação que recebo de vós diáriamente, aspectos tão relevantes e necessários para que um blogue prossiga de boa saúde.

Ao longo destes dois anos tive oportunidade de contactar imensas pessoas, algumas delas ao vivo e a cores, foi um grande gosto.
Recebi emails com dúvidas, fotografias de receitas que partilhei, feitas por outras mãos , elogios, histórias engraçadas, desabafos, assuntos extra-blogue, recebi maçãs, ovos, tomates, batatas, mel, galinhas do campo, enfim coisas que nunca pensaria receber na caixa do correio do blogue. Obrigada de coração!

E pronto, só posso estar feliz por mais um ano bem passado na vossa companhia, espero que continuem desse lado, que eu continuarei por aqui tão próxima quanto me for possivel.

Vamos celebrar com estes muffins de banana e nozes se não se importam,
muito fáceis de fazer, macios e húmidos como a grande maioria gosta, ah..., é importante dizer que são deliciosos, sirvam-se!


                                                Banana Walnut Muffins

Ingredientes:

100g de farinha de trigo integral
100g de farinha de trigo fina para bolos sem fermento
1 colher de sobremesa de fermento para bolos
2 bananas da Madeira esmagadas
1 chávena de miolo de noz partido em pedacinhos
2 colheres de sopa de margarina amolecida
120g de açucar mascavado
1 ovo
1/4 de colher de chá de sal
1 colher de sopa de essência de baunilha
1/2 colher de chá de canela
forminhas de papel frisado para muffins


 
  
 
 
 
Método:
 
Esmague as bananas com um garfo, reserve.
Peneire para dentro de uma  tigela as farinhas misturadas com o fermento, a canela e o sal.
Numa outra tigela bata o ovo com a margarina amolecida e a essência de baunilha, adicione as bananas esmagadas e bata bem. Aos poucos junte a mistura dos secos ( as farinhas ), continue a bater até que fique tudo bem incoporado. Junte por último as nozes partidinhas à massa, reservando algumas para colocar em cima dos muffins, antes de irem ao forno.
Pré-aqueça o frono nos 180ºC.
Coloque as formas de papel dentro do tabuleiro dos muffins e verta para lá a massa.
Deite os pedacinhos de noz que reservou por cima dos muffins e leve ao forno cerca de 30 minutos, convém fazer o teste do palito. Não os deixem demasiado tempo no forno para que não sequem.
 
Notas: Rendem 12 muffins.
 
 
 
 
 
Bom Domingo,
um grande abraço!