Sopa de Miso Enriquecida com Vegetais e Tofu

20 de fevereiro de 2017 0 comentarios




Hoje trago-vos uma sopa que gosto muito, a sopa de miso. Certamente alguns de vós já ouviram falar e já tiveram oportunidade de a provar. É frequente este caldo ser servido nos restaurantes Japoneses no inicio da refeição. É delicioso e do mais simples que há de preparar. Aprendi a fazer as minhas primeiras sopas de miso com a Marta Horta Varatojo.
Para quem não conhece o miso, basicamente é pasta de soja fermentada de textura amanteigada. Pode apresentar-se simples, apenas de soja ou com cereais, os meus preferidos são com arroz e cevada. Esta pasta tem um alto teor de sal, é muito versátil  e utilizada na culinária Asiática como condimento dos pratos, caldos e sopas. Daí não usarmos sal quando o juntamos aos cozinhados e a adição deve ser sempre com conta, peso e medida.




O sua riqueza nutricional é fascinante, conhecido como o condimento da longevidade, é um dos alimentos mais ricos da soja, com grande capacidade de desintoxicar, ajuda na prevenção de algumas doenças bem conhecidas de todos nós.
Para quem tiver curiosidade, no fim do post deixo um pouco mais sobre este alimento, texto da Marta Varatojo.

Sendo um produto fermentado é rico em enzimas, quando o utilizamos devemos ter particular atenção às temperaturas a que o submetemos, não deve ser fervido para não destruirmos as suas propriedades.

Pode ser servido apenas em caldo ou enriquecido com vegetais como foi o caso de hoje. Juntei também ao caldo uns cubinhos de tofu fumado, deu-lhe um toque especial. Já fiz outras versões em que lhe juntei massa de arroz, e fica também muito interessante com quinoa. Na altura de servir adiciono cebolinho ou folhas de coentros para lhe conferir uma certa frescura.



Sopa de Miso enriquecida com Vegetais e Tofu


Ingredientes:
(4 taças , 1 litro de caldo)

usei alho-francês, cenoura, alga wakamé, rebentos de soja, (vegetais a gosto)
2 colheres de sopa de pasta de miso (ajustem depois se necessário)
cubinhos de tofu fumado (opcional)
um pedacinho de gengibre
1 litro de água
cebolinho e coentros



Método:

Começamos por cortar o alho-francês em rodelas muito finas e a cenoura em tirinhas . Colocamos um tacho ao lume com a quantidade de água que referi (p/ 1 litro de caldo) e juntamos a cenoura e o alho-francês, assim que comecem a ficar macios, quase no ponto, adicionamos os rebentos de soja e os cubinhos de tofu. Entretanto e enquanto os nossos legumes cozem, hidratamos durante cerca 10 minutos a alga wakamé dentro de uma tacinha com um pouco de água. Esprememos e picamos grosseiramente. Juntamos ao caldo, aproveitando a água onde esteve a hidratar. Baixamos o lume para o mínimo.
Nesta altura retiramos uma concha do caldo para uma taça e dissolvemos o miso suavemente. Juntamos ao tacho mexemos e não deixamos que ferva, apagamos o lume após 1 minuto. Ralamos um pedacinho de gengibre e juntamos o sumo directamente da polpa para dentro do caldo.
Colocamos em taças, polvilhamos com folhas de coentros e cebolinho picado e servimos de imediato.





Alguma informação adicional sobre o Miso, texto de Marta Horta Varatojo
O Miso ou pasta de soja foi inventado na China há mais de 2500 anos e é provavelmente o mais rico e especial de todos os alimentos derivados da soja. É produzido combinando a soja cozinhada com cereais e sal e inoculando a mistura com koji (um bolor com o nome científico de Aspergillus Oryzae), deixando depois fermentar durante 6 meses a 2 anos ou mais.
Apesar de haver muitos tipos diferentes de Miso, os mais usuais são Miso de Cevada (Mugi miso), Miso de Soja (Hatcho Miso).  Miso de Arroz Branco (Kome Miso) e Miso de Arroz Integral (Genmai Miso)
Os japoneses dizem que o miso foi um presente dos deuses para a Humanidade. Este alimento é excelente para desintoxicar e ajudar o organismo a eliminar efeitos nocivos da poluição ambiental e de detritos radioactivos.
O miso é o melhor alimento de origem vegetal para ajudar a recriar a flora intestinal e criar um sistema digestivo saudável.
A forma mais usual de o utilizar é em sopa – a já famosa sopa de miso – mas poderá também ser utilizado para temperar pratos de vegetais ou para confeccionar molhos ou pastas.

partilhar esta receita

0 comentários

Obrigada por deixar comentário.