sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Brioche de Limão Acompanhado por Mil Sorrisos


                        

 
 
 
Haverá coisa melhor para uma mãe, que o sorriso estampado no rosto dos filhos? E se esse sorriso chegar carregado de afectos? Sei que soa a clichê, mas é do melhor!
Sei que os meus filhos gostam destas massas gulosas e macias,  há sorrisos..., e são como diz o poeta.



              O Sorriso                                               
 
Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso.
 
 
                             Eugénio de Andrade



A massa deste brioche foi construída em duas ou trés tentativas, cheguei a esta e todos a valorizaram  então ficará esta, até que apareça uma outra capaz de a destronar.

Quis recheá-lo com o curd de limão e baunilha, foi a pensar no recheio que fiz o creme. Note-se que este, foi o segundo que fiz, já não tinha quantidade de curd suficiente para o recheio. Decidi então, dar-lhe uma "pintura" exterior com compota de pêssego, ganhou este brilhozinho, não ficou mal, deu-lhe um certo encanto:)


Brioche de Limão

Ingredientes:

250 g de leite morno
80 g de margarina amolecida
50 g de açucar
raspa fina da casca de um limão
15 g de fermento biológico (fermento de padeiro) fresco ou (1 colher de chá do seco )
500 g de farinha / usei T. 65
1 colher de sobremesa de essência de limão
1 pitada de sal
geleia de pêssego para dar brilho ( opcional )




Método na Bimby:


Colocar no copo o açucar e a casca do limão (só a parte amarela), programar vel. 7/8/9 durante uns segundos ( 15 a 20).
Juntar dentro do copo, os ovos, a manteiga, o sumo do limão e a raspa da vagem de baunilha. Programar 10 minutos/ Temp. 90ºC/ vel 2.  Quando terminar este tempo , se pretender que fique com mais consistência, programe mais 2 ou 3 minutos, à mesma temperatura e velocidade. Depois de arrefecer fica naturalmente mais consistente.
Coloque dentro de frascos herméticos e guarde-os no frigorifico para posteriores aplicações.
Dizem que se conservam até um mês, mas como lhes reduzo o açucar, e por outro lado tenho sempre onde o gastar, o tempo máxino que o guardei foram 2 semanas.



Método tradicional:


 Num robot de cozinha triture o açucar. Reserve.
Raspe a casca de um limão para dentro de uma caçarola, junte a manteiga, o sumo dos limões e o açucar. Leve a lume brando mexendo sempre para que fique tudo bem misturado, não deve deixar que ferva.
À parte, bata as claras em castelo bem firme, envolva as gemas batidas delicadamente. Adicione ao preparado do sumo, em lume brando e sempre a mexer aguarde que comece a engrossar.
Desligue o lume, e proceda da forma que referi em cima para a preparação na Bimby.






Preparação na Máquina de fazer pão:

Diluir o fermento de padeiro (biológico) no leite morno. Deitar para dentro da cuba da máquina, primeiros os liquidos , depois os ingredientes sólidos.
Programar massas levedadas ( 1h30m). Findo este tempo, deite a massa numa bancada enfarinhada,
com a ajuda de um rolo da massa, estique-a em forma de rectangulos, barre com o curd de limão, enrole a massa como se fosse uma torta. Com uma faca afiada vá cortando bocados de massa  com cerca de 5 cm. Coloque-os lado a lado, dentro de uma forma forrada com papel vegetal ( o diâmetro da minha 24 cm), de forma que fique como a foto que mostro em baixo.

Nota: Se usarem o fermento biológico seco, coloquem em último, por cima da farinha, neste caso coloquem o sal no inicio. Sal e fermento, não podem entrar em contacto directo.




Deixe levedar em sito quente por mais 30 minutos, ou até que a massa aumente de volume.
Pré-aqueça o forno nos 180ºC. Leve ao forno cerca de 30 minutos, dependendo dos fornos.
Retire e aplique a geleia ainda com a massa quente.


Preparação na Bimby:

Pulverize o açucar com a casca do limão (só a parte amarela), Vel 7/8/9 / cerca de 20 seg.
Junte o leite, a essência do limão e o fermento, programe 1 minuto / Vel. 2 / Temp. 37ºC.
Adicione a farinha, a pitada de sal e programe 30 Segundos Vel 5 / 6.
Por último programe 3 minutos Vel. Espiga.
Retire a massa do copo, e deixe levedar em local quente (abrigado), cerca de 30 minutos, ou até que duplique o seu volume.
Siga depois os procedimentos que indico para a preparação na máquina de fazer pão.

Notas: Se acharam a massa um pouco pegajosa, polvilhem-na com um pouco de farinha em cima da bancada de trabalho, até que fique elástica e sem pegar ás mãos.
A minha ficou boa, mas se usarem outro tipo de farinha ( mais fina)  é possivel que tenham que adicionar mais um pouco. Mas não se atrapalhem!










Para o recheio :   Curd de limão e baunilha

         Curd de Limão e Baunilha


Ingredientes:
6 ovos
220 g de açucar
300ml de sumo de limão
80g de manteiga à temperatura ambiente
raspa fina da casca de 1 limão
Raspa do interior de 1/2 vagem de baunilha


Método na Bimby:

Colocar no copo o açucar e a casca do limão (só a parte amarela), programar vel. 7/8/9 durante uns segundos ( 15 a 20).
Juntar dentro do copo, os ovos, a manteiga, o sumo do limão e a raspa da vagem de baunilha. Programar 10 minutos/ Temp. 90ºC/ vel 2.  Quando terminar este tempo , se pretender que fique com mais consistência, programe mais 2 ou 3 minutos, à mesma temperatura e velocidade. Depois de arrefecer fica naturalmente mais consistente.
Coloque dentro de frascos herméticos e guarde-os no frigorifico para posteriores aplicações.
Dizem que se conservam até um mês, mas como lhes reduzo o açucar, e por outro lado tenho sempre onde o gastar, o tempo máxino que o guardei foram 2 semanas.



Método tradicional:

Num robot de cozinha triture o açucar. Reserve.
Raspe a casca de um limão para dentro de uma caçarola, junte a manteiga, o sumo dos limões e o açucar. Leve a lume brando mexendo sempre para que fique tudo bem misturado, não deve deixar que ferva.
À parte, bata as claras em castelo bem firme, envolva as gemas batidas delicadamente. Adicione ao preparado do sumo, em lume brando e sempre a mexer aguarde que comece a engrossar.
Desligue o lume, e proceda da forma que referi em cima para a preparação na Bimby.


Desejo a todos um óptimo fim-de-semana :)
Um abraço!










terça-feira, 25 de setembro de 2012

Happy Hours!

 A chegada de um livro, e a partilha de uma receita.


                                           



A chegada de um livro, é sempre um motivo de enorme satisfação (aqui para nós, dei uns pulinhos de alegria quando o recebi).
Para os que não sabem, fui uma das vencedoras do passatempo do livro " De Santarém ... a Évora" promovido pela Vorwerk ( quando soube não cabia em mim de contente...sorriso de orelha a orelha, nem queria acreditar).
O livro contempla uma deliciosa selecção de receitas regionais da nossa gastronomia, e que se fazem acompanhar por lindas fotografias. Em minha opinião está muito bem conseguido, uma verdadeita tentação para os nossos sentidos!
Das duas receitas possiveis para participar ( receitas do livro ), escolhi as ferraduras de amêndoa, que passo a partilhar, espero que gostem tanto como nós gostámos!
Ah, é importante dizer que esta receita pertence ao Ribatejo, as ferraduras lembram o cavalo, animal tão estimado e útil nesta região .





                                                         Ferraduras de Amêndoa

Ingredientes:

50 g de amêndoa com pele
130 g de farinha tipo 55
100 g de manteiga à temperatura ambiente
35 g de açucar, mais o q.b. para envolver


Método na Bimby:

Pré-aqueça o forno nos 150ºC
Coloque no copo a amêndoa e pulverize 7 seg/vel 9.
Adicione a farinha, a manteiga e o açucar e misture 15 seg/vel 6. Molde a massa em forma de
pequenas ferraduras e coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Leve ao forno a 150ºC cerca de 30 minutos. Retire do forno e passe ainda quentes por açucar.
Depois de frias pode guardar num recipiente hermético.

Método tradicional:

Pré-aqueça o forno nos 150ºC.
Triture as amêndoas num robot de cozinha.
Dentro de um recipiente,  misture a amêndoa triturada, a farinha, a manteiga e o açucar, envolva tudo muito bem, de forma a obter uma massa capaz de moldar as pequenas ferraduras.
Proceda depois como indico em cima para o método na Bimby.

Notas: Não rendem muito, aconselho a dobrarem a receita, mantendo os tempos e velocidades.
Estes bolinhos são pouco doces, em minha opinião, os mais gulosos devem adicionar mais um pouco de açucar à massa. Aqui em casa não nos fez diferença gostamos assim:)

Calorias por unidade : 124kcal
Tempo de Bimby:  22 segundos
Tempo Total: 45 minutos




domingo, 23 de setembro de 2012

Tarte de Maçã para Abraçar o Outono







Parece-me a mim, que esta tarte tem caracteristicas outonais. Talvez pela presença das maçãs reinetas que chegam em força por esta altura do ano. Certamente já se aperceberam que gosto imenso desta fruta.
O  recheio da tarte é de textura delicada , desfaz-se na boca a cada garfada..., o sabor é marcado pelo travo ligeiramente ácido das maçãs. Já a fiz outras vezes, com pequenas alterações aqui e ali, o resultado promete sempre sucesso.
Abracei o Outono com maçãs e o forno ligado. Sem pressas. Sábados e Domingos sem horários rígidos, são dias perfeitos para estes devaneios:)


Ingredientes:


1 rolo de massa quebrada
4 maçãs reinetas
gotas de limão
1 pitada de canela
1 embalagem de queijo creme
4 ovos
150 g de açucar mascavado ( se fizerem com outras maçãs menos ácidas, poderão reduzir um pouco do açucar)





Método:

Descasca-se as maçãs, cortam-se em quartos, e rega-se com o sumo do limão. Colocam-se dentro de um recipiente próprio para micro-ondas, tapa-se com pelicula aderente, fazem-se pequenos furinhos com um garfo e leva-se ao micro-ondas 5 minutos à potência máxima, para que cozam e quase se desfaçam. Reduzam a puré, reservem deixando arrefecer um pouco antes de aplicar.

  1. Numa tigela bate-se o queijo creme com o açucar.
  2. Juntam-se as gemas, e bate-se mais um pouco, depois incorporam-se as claras batidas em castelo.
  3. Numa forma de tarte (24/26cm) estende-se a massa quebrada ( deixando o papel vegetal que a enrola) pica-se o fundo com um garfo, deita-se a polpa da maçã por cima, e salpica-se a pitada de canela.
  4. De seguida deita-se o preparado dos ovos e do queijo, vai ao forno pré-aquecido nos 180º, cerca de 40 minutos.





Quero agradecer todas as visitas e comentários deixados aqui e na outra cozinha. Acreditem que fico muito feliz quando os leio. Nem sempre os consigo retribuir a todos ( e desculpem se me estou a repetir), sempre que posso tenho muito gosto e interesse em visitar-vos.

Um abraço!




terça-feira, 18 de setembro de 2012

Bolachas de Gengibre e Limão








De novo bolachas!

Deixei-me entusiasmar também por estas. E se aceitarem a minha sugestão, façam-nas, pois são deliciosas!
Pela facilidade e rapidez de execução, e por levarem ingredientes que tinha em casa, decidi-me a fazê-las para as incluir nas merendas da semana.
O entusiasmo foi fluíndo, e quando dei por mim, estava a decorá-las com pasta de açucar, ficaram amorosas não acham?
A combinação gengibre e limão, é uma delicia vale a pena experimentar, foi uma especie de amor à primeira dentada, e,  muito mais amor nas seguintes..., é claro que houve lugar a uma segunda fornada.


                                                Bolachas de Gengibre e Limão


Ingredientes:

250 g de farinha
1 colher de chá de fermento para bolos
150 g de açucar mascavado ( usei escuro)
50 g de margarinha amolecida
1 colher de chá de gengibre
raspa da casca de 1 limão ( ou 1 colher de café de essência de limão)
1 pitada de sal
1 ovo médio







Método:

Bata a margarina com o açucar e o ovo, até obter uma mistura homogénia. Adicione a raspa do limão, o sal e o gengibre, continuando a bater.
Misture a farinha peneirada com o fermento, até que fique bem incorporada. Se necessário junte mais um pouco de farinha, de modo a que fique moldável, forme uma bola, e deixe descansar 1 hora no frigorifico.
Estenda a massa com um rolo em cima de uma bancada enfarinhada, deverá ficar com uma espessura de 3mm, recorte as bolachinhas com um corta-bolachas a gosto.
Leve a cozer em forno quente ( 200ºC), na parte central do forno, durante 15 a 20 minutos.
Retire-as e deixa arrefecer em cima de uma grelha. Decore-as se gostar.
Depois de frias guarde-as dentro de uma caixa hermética.

Notas: Estas bolachas ficam macias depois de frias, não as deixem muito tempo no forno.



sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Bolachinhas de Aveia, Coco e Laranja

  

 
 
 

 




Dois dedos de conversa com os filhos..., umas boas gargalhadas, deixam-me antever que o fim-de-semana chega bem-disposto!

A receita, é a primeira de muitas, que tenciono partilhar convosco do livro da Joana Roque.
Certo é, quanto mais o leio, mais me apetece ler, e experimentar todas as receitas.
É um livro descomplicado, com aqueles ingredientes que se têm sempre à mão, estou a gostar muito de o conhecer.

Fiz uma pequena redução nas quandidades de açucar, da próxima vez que os fizer,  vou reduzir mais um pouco. A receita leva também passas, mas como não gostamos, passei à frente.
Vou partilhá-la na integra, e mencionarei as minhas pequenas alterações.

Devo dizer-vos que estas bolachinhas são uma verdadeira delicia.

Bom fim-de-semana, 
um abraço! 


                                     Receita de Bolachinhas de Aveia, Coco e Laranja


Ingredientes:

125 g de farinha
1/2 colher de bicabornato de sódio
100 g de açucar mascavado ( reduzi para 80 g)
125 g de açucar ( reduzi para 80 g)
1 colher de chá de fermento em pó
125 g de manteiga
1 ovo
1 colher de chá de essência de baunilha
raspa da casca de 1 laranja
150 g de aveia
100 g de coco ralado
50 g de passas ( omiti )


Método:


Bata a manteiga com os açucares.
Acrescente o ovo batido e a essência de baunilha, e bata até obter uma massa lisa. Peneire a farinha com o fermento e com o bicarbonato de sódio e acrescente à mistura anterior, assim como a raspa da laranja, os flocos de aveia, o coco e as passas. Misture bem.
Com uma colher de sopa coloque colheradas da massa em tabuleiros préviamente forrados com papel vegetal, tendo o cuidado de deixar cerca de 5 cm entre as bolachas para estas não se colarem durante a cozedura.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC. cerca de 10 a 12 minutos.
Retire e deixe arrefecer numa grade antes de as guardar num recipiente fechado.


Notas: Não se esqueça que ao retirar as bolachas elas estarão moles.Ao arrefecerem, vão endurecendo,
não as deixe por isso ficar tempo de mais no forno.
Eu formei bolinhas com a massa, coloquei-as no tabuleiro e com as costas de uma colher de sopa calquei para fazer o formato de bolacha.






  Do Livro " Cozinhar Celebrar e Partilhar " de Joana Roque

Deixo-vos outra sugestão de bolinhos de aveia, receita aqui no blogue.


segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Bochechas de Porco Estufadas em Moscatel, na Panela de Pressão


Reconheço que o nome soa um pouco estranho, bochechas de porco? Sim, são mesmo as bochechinhas do porco que estou a falar, o sitio onde hipoteticamente trocam beijinhos :)
Confesso que até há pouco tempo, nunca as tinha comprado, nem sequer provado, até ao dia que as trouxe para casa, e descobri uma carne deliciosamente macia e saborosa.
Agora quando vou ao talho, dou por mim a procurar as bochechinhas do porco..., experimentem que vão gostar!
Estas fi-las na panela de pressão, desta forma, em 30 minutos ficam prontas, macias e deliciosas.
Acompanhei com um arroz de cenoura feito na Bimby.




Ingredientes ( servem 4 )

1,200 kg de bochechas de porco ( se preto ainda melhor)
sumo de 1 limão
1 fio de azeite
2 cabeças de cravinho
sal q.b.
pimenta q.b.
2 colheres de sopa de pimentão
2 colheres de vinagre bálsamico
1 cabeça de alhos esborrachados
2 cebolas picadas
1 cubo de caldo knorr de carne
100 ml de vinho moscatel
1/2 copo de água
uns pézinhos de salsa
cenouras




Método:

Limpe a carne de peles e gorduras e dê-lhes um golpe no sentido longitudinal.
Coloque-a dentro de um recipiente, e comece por a temperar; sal, pimenta, vinagre, pimentão, alhos, sumo do limão. Deixe a marinar cerca de 2 horas.
Na panela de pressão, deite o fio de azeite, a salsa, o cravinho, a cebola picada e 2 dentes de alho esborrachados, assim que começarem a alourar, adicione a carne, deixe selar dos dois lados, é uma dica importante, damos este nome ao processo de dourar a superfície da carne, para que sucos sejam preservados, com isso garantimos a maciez e a suculência da carne.
Adicione o caldo knorr diluido em meio copo de água, o vinho moscatel, as cenouras ás rodelas largas e feche a panela, assim que começar a apitar, conte 30 minutos. Desligue e aguarde uns minutos antes de abrir.
Sirva com um acompanhamento a gosto, eu servi com arroz de cenoura ao vapor.




Fico muito feliz quando recebo as vossas visitas, e leio os vossos comentários, estou numa fase com pouco tempo para visitar os bloggers amigos, vou "dando" o meu melhor, espero a vossa compreensão.
Desejo a todos uma óptima semana,
um abraço apertado!

sábado, 8 de setembro de 2012

Fins de Tarde Descontraídos enquanto o Verão não Arruma as Malas

 


Tem estado um calor que não se aguenta!
Os fins de tarde convidam a procurar momentos serenos, em que o pensamento vagueie sem paredes, portas ou janelas.


As maçãs reinetas estão aí..., fruto que gosto tanto. Esperam por elas, deliciosas sobremesas; tartes, bolos e compotas!











Em busca de outros gostos (os lá de fora), tenho aproveitado desta forma ,  instantes soalheiros de fim de tarde, enquanto o Verão não arruma as malas e dá as boas vindas ao Outono.




Em sugestão, e, porque é bom recordar momentos particularmente doces, deixo-vos com algumas receitas que fiz com maçãs, e que estão publicadas aqui no blogue.

  

Maçãs Assadas em Vinho Moscatel



Strudel de Maçãs




Sharlotka-russian-apple-cake





Maçãs em Crosta de Coco e Aveia






Compota de Maçã, Anis, Cravinho




Compota de Maçã e Kiwi




Continuação de bom fim-de-semana,
abraços para todos!

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Massa com Estufado de Legumes e Atum

 



Massa, legumes e atum, encontram-se na sua simplicidade...






Ingredientes ( 4 pessoas)

500 g de massa a gosto
+/- 150 g de atum por pessoa
4 cenouras raladas
2 alhos franceses limpos , lavados e em rodelas
2 chalotas em rodelas ( ou cebolas )
2 tomates maduros cortados em quartos
coentros frescos
flor de sal q.b.
fio de azeite


Método:

Coza a massa em abundante água , temperada com sal e uma colher de sopa de azeite. Respeite o tempo de cozedura indicado no pacote. Escorra depois de cozida, verta um fio de óleo ou azeite sobre esta, e envolva, para que não cole entre si, reserve.

Num wok, ou similar, coloque os legumes temperados com a flor de sal e um fio de azeite, envolva e deixe a cozinhar cerca de 10 minutos mexendo ocasionalmente. Junte o atum escorrido, mexa.
Misture a massa reservada ao preparado do atum, envolva e sirva  polvilhado com coentros frescos picados.




 

 








segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Bolo de Chocolate para Comemorar um Aniversário

Continuando em maré de bolos...



Uma ocasião especial, merece ser celebrada com ( muito ) chocolate.
Fiz este bolo para o aniversário do meu irmão.  Um bolo de chocolate ( mais um ), para marcar este nosso reencontro de momentos felizes e supreendentemente agradáveis :)
Este ano, com mais um motivo para festejar, contámos com as presenças dos primos P. e M.
Entre gargalhadas, beijos, abraços e "chocolate",  partilhámos momentos felizes, que ficarão guardados nas memórias de todos.






Ingredientes para a massa:

300 g de farinha com fermento
300 g de açúcar ( reduzi para 200g )
120 g de chocolate em pó
6 ovos
200 ml  de leite
120 g de manteiga amolecida
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1/4 de colher de chá de bicabornato de sódio
1 colher de sopa de essência de baunilha
 margarina para untar



Preparar a massa do bolo:

Ligue o forno a 180°C.
Bata as gemas com o açúcar, a margarina amolecida, e a essência de baunilha, até obter um creme esbranquiçado.

Junte o leite, a farinha com o fermento e o chocolate em pó previamente peneirado e misture bem.
Bata as claras em castelo e envolva-as também no preparado anterior.
Unte uma forma com a margarina.Verta o preparado para dentro da forma e leve ao forno aproximadamente 40 minutos. Verifique com um palito se o bolo esta cozido e retire do forno.
Desenforme, deixe arrefecer. Corte-o ao meio para o rechear. Junte as duas partes e barre-o com a cobertura .








Recheio:

1 lata de leite condensado cozido
2 colheres de sopa de leite

Bata o leite condensado, com as 2 colheres de sopa de leite por alguns segundos. Aplique.



Cobertura :

200 g de chocolate preto
200 g de natas 35% de gordura
1 colher de sopa de açucar baunilhado


Como se prepara a cobertura:
Aquecemos até aos 80 graus, 200ml de natas com teor de 35% de gordura. Partimos em pedaços pequenos, 200 g de chocolate preto, adicionamos 1 colher de sopa de manteiga sem sal e uma colher de sopa de açucar baunilhado. Mexemos bem, até obter uma mistura lisa e brilhante, deixamos amornar e aplicamos.

Notas: No final de colocarmos a cobertura podemos finalizar com amêndoas, nozes ou avelãs.
Levar o bolo ao frio umas horas antes de servir, fresco fica ainda melhor!


                             Boa semana para todos!



.





Fonte: Inspirada na receita da Mónica