Bolo Invertido com Dióspiros

22 de outubro de 2015 6 comentarios







É tempo de dióspiros! Esta fruta que faz as delicias cá de casa. Tenho a sorte de ter um vizinho que me vem trazer sempre uma cestinha deles por esta altura do ano. Gosto de os comer ao natural apenas com uns pózinhos de canela por cima, mas não resisti ao impulso de fazer um bolo com parte deles.
Sei que há dois tipos, os mais moles que se abrem e têm uma cor avermelhada e os rijos e alaranjados que são os que vos mostro hoje.

O miolo deste bolo fica muito macio e pouco doce, grande parte do açúcar da receita vai para a calda que precisamos fazer, para cobrir o fundo da forma com os dióspiros, antes de lhe vertermos a massa por cima. Enriqueci a calda com um pau de canela e uma estrela de anis que gosto bastante, mas ficará ao vosso critério. Ah, convém salientar que a calda deve ser fraca, nada de caramelos... Outro aspecto importante é que deve ser desenformado com particular cuidado, visto termos que o desenformar ainda quente. Usei uma forma redonda com a lateral amovível o que facilitou bastante a tarefa.






Bolo Invertido com Dióspiros


Ingredientes:

para a calda:

200 g de açúcar
1 pau de canela  (usei Margão)
1 anis estrelado (usei Margão)
água q.b. até cobrir o açúcar dentro da caçarola

para a massa:

5 ovos
180 g de açúcar amarelo
200 g de farinha de trigo
1 pitada de sal fino
1 colher de chá de fermento Royal
1 colher de café de canela em pó (usei Margão)
150 ml de leite (temperatura ambiente)
3 colheres de sopa de margarina (usei Vaqueiro Liquida)
2 dióspiros maduros mas firmes

Método:

Comece pela calda, deite para dentro de uma caçarola o açúcar, o pau de canela e o anis estrelado, cubra com água , não mexa e espere que comece a ferver e borbulhar. Retire do lume de imediato. 
Entretanto lave os dióspiros, corte-os em fatias finas e disponha-os no fundo de uma forma redonda, verta a calda por cima destes. Unte as laterais da forma com um pouco de margarina. Reserve.

Separe as gemas das claras. Bata as claras em castelo com a pitada de sal. Reserve.
Bata as gemas com o açúcar amarelo, junte a canela. Adicione aos poucos o leite misturado com a margarina alternando com a farinha peneirada com o fermento. Bata até formar bolhas, nesta altura envolva as claras batidas em castelo em movimentos suaves de baixo para cima até obter uma mistura homogénea e fofa.

Pré-aqueça o forno nos 190º C.  Verta a massa sobre a forma e leve ao forno (já bem quente) cerca de 25 minutos até que fique cozido. Faça o teste do palito. Este tempo dependerá dos fornos.

Depois de cozido desenforme ainda quente sobre um prato de servir. Se gostar polvilhe com mais um pouco de canela em pó.
Deixe arrefecer por completo antes de o fatiar.






Aceita uma fatia?





partilhar esta receita

6 comentários

  1. Com diospiros nunca fiz! Mas deve ficar muito bom! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sim, podes mandar uma para aqui não fosse eu uma fã de diospiros. Este bolo está com um aspecto muito bom e nunca me tinha passado pela cabeça fazer um bolo de diospiro, gostei bastante da sugestão.

    Visita-me em Gulosoqb

    ResponderEliminar
  3. Me gustan mucho los caquis, y está tarta te ha quedado buenísima. Me he guardado tu receta para hacer esta rica tarta de caquis.
    Besos

    ResponderEliminar
  4. Adoro diospiros Dulce e este bolo está mesmo a minha cara!!!
    Será que ainda há aí umas fatias?? Sim, porque uma só não chega...
    Beijinhos e bom fim de semana,
    Lia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Lia, não sobrou nem uma migalhinha de tão bom que estava :D
      Da próxima vez que o fizer convido-te para um cházinho ;)
      Beijinhos e um fim de semana muito feliz.

      Eliminar
  5. Estou agora a comer um dióspiro maçã :P O bolo está mesmo lindo, fiquei curiosa com o sabor :)

    ResponderEliminar

Obrigada por deixar comentário.